ALGARAVÁRIA
Home|Algarapostal|Cronópios|Orkut

sábado, abril 01, 2006
Paulo de Toledo




Paulo de Toledo (Santos/SP, 1970) é poeta. Publicou poemas, contos, traduções e ensaios em vários sites de literatura e nas revistas Babel, Sítio (Portugal), Cult e no jornal Correio das Artes. Participou da edição crítica de "Catatau" (ed. Travessa dos Editores), obra de Paulo Leminski.

Paulo de Toledo tem um blog pessoal e escreve quatorzenalmente às sextas no Algaravária.



querer tão-somente o impossível

espernear como a criança
que grita pelo pirulito

criar um poema ilegível

igualzinho a tal da rubrica
do inventor do primeiro mito



para inspirar a língua do poeta
de nada valem o encanto
das musas heliconíadas

as leituras diletas
românticas clássicas concretas
que o poeta preza tanto

agora apenas conta
para o canto do poeta
aquilo que sabe a buceta



um sol pálido
cresta o nada

nu me apresto a
secar a alma

no varal funesto
desta paisagem

má: horizonte inútil
sempre eivado de nuvens

algaravária
(7) no algaravial

 

 

Arquivos
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006

 

 

Powered by Blogger

Template by Ernesto Diniz



 

eXTReMe Tracker