ALGARAVÁRIA
Home|Algarapostal|Cronópios|Orkut

domingo, abril 09, 2006
saraIvada xxx

Meia-noite, matemática de variáveis dedos

Conte suas maçãs com as minhas laranjas e
não desconte o quebrado.
Nem o que o bicho levou.
O que caiu no chão também vale se tiver sido
juntado
antes do cão do vento.
Considere minhas laranjas nas suas maçãs.
Como caninos imaginários.

Por um punhado de jujubas um engasgo e meio.
Meninas que nadam às vezes acordam no céu.
Perto eu vejo pra vir,
eu não enxergo pra desossar.

Você vai e eu acho que esquecia de abrir a porta
dou leite para o gato,
nunca imagine sair da minha vida
sem um abraço ou um bom dia.

Dou leite para o gato,
posso montar sobre a tarde no meu rosto
a maquiagem da noite.
E não importa o que eu puser, serei feliz por baixo.

Conte as minhas tuas maçãs e laranjas.
Sem o que pudermos dispensar,
expulsando o desagrado,
as teias, o fardado, o fardo
o quarto quebrado, o meio bom.
Considere o minuto uma esfera
que nos solta do tempo.

francieli spohr
(3) no algaravial

 

 

Arquivos
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006

 

 

Powered by Blogger

Template by Ernesto Diniz



 

eXTReMe Tracker