ALGARAVÁRIA
Home|Algarapostal|Cronópios|Orkut

quarta-feira, maio 10, 2006
Hálito Marinho


[fazer água VI]


I

A água não refuta um abraço.
O amor aquático enlaça para dissolver.

Se afogo, invento sua noite,
sua paixão clara, seu afago.


II

Água: não um abraço solto, um soluço,
um vento jogando folhas ao redor.

Água, evito o desperdício de esquecer.


III

O mar desaparece o rumor.

A água, véspera oblíqua,
não costura cicatrizes.


IV

O líquido se constela,
uma pedra esfarela fácil.


V

Água, um grão de ar,
uma carícia sem piedade,

um mundo para o mundo.

Carlos Besen
(2) no algaravial

 

 

Arquivos
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006

 

 

Powered by Blogger

Template by Ernesto Diniz



 

eXTReMe Tracker