ALGARAVÁRIA
Home|Algarapostal|Cronópios|Orkut

segunda-feira, junho 26, 2006
Ninguagem

Tradução:

Ezra Pound



The beautiful toilet


Blue, blue is the grass about the river
And the willows have overfilled the close garden.
And within, the mistress, in the midmost of her youth,
White, white of face, hesitates, passing the door.
Slender, she puts forth a slender hand;

And she was a courtezan in the old days,
And she has married a sot,
Who now goes drunkenly out
And leaves her too much alone.

(Attributed to Mei Shêng, 140 b.C.)



O belo toilet


Azul, azul é a grama à margem do rio
E os salgueiros alagaram ao longo do jardim;
E por lá, a dama, nas flamas de sua juventude,
Branca, branca face, vacila, passando a porta.
Delicada, ela expõe os delicados dedos;

E ela foi cortesã ao passar dos anos,
E ela se casara com um ébrio,
Que ora embriagado vai à troça
E a deixa ademais sozinha.

(Atribuído a Mei Shêng, 140 a.C.)

Tradução de Daniel Sampaio

Daniel Sampaio
(3) no algaravial

 

 

Arquivos
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006

 

 

Powered by Blogger

Template by Ernesto Diniz



 

eXTReMe Tracker