ALGARAVÁRIA
Home|Algarapostal|Cronópios|Orkut

quinta-feira, junho 29, 2006
O Dia da Noite

Casa Antiga

Andar por dentro de tuas fronteiras macias, tua arquitetura
Sendo você como se faz, assim, minha casa
Teus salões, olhos
Tua pele, o fino cal que transcende
Pelo sol sobre as paredes calmas.

O vento espalma o temperamento das alturas
O leite derrama seus insucessos
Os olhos emergem como plumas negras
Faz-se novamente a dança
Em teu perfume azeite
Em tuas costas chãs

E me pergunto e volto se volto
Envolta em teus lacres sagrados
Três dobras em três noites perpétuas

Devolva meu sentido.

Carol Custodio
(1) no algaravial

 

 

Arquivos
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006

 

 

Powered by Blogger

Template by Ernesto Diniz



 

eXTReMe Tracker