ALGARAVÁRIA
Home|Algarapostal|Cronópios|Orkut

terça-feira, junho 20, 2006
saraIvada XII

Não vale a impressão
Odeio ser tão seca e vazia.
E ter que fazer tanto alvo e terra e tanta carne dessa própria aridez.
Nunca é exagero ou forçado, mas a verdade é que o sertão sou eu,
e nem posso pleitear assistência nem benefício,
não pego nem bem o folclore ou o suplício,
eu nem tenho o direito adquirido
por legítimo pitoresco
de rimar.
Pode me chamar de ?o meio?,
por onde eu me rasgo,
espichando as pernas cada vez mais,
um lado me chamando no outro.
Eu me penduro em janelas opostas
como uma calça se esvaindo no esquecimento da disputa,
onde mesmo eu queria ser?
Já não dá tempo de ser roubada.
O que não sobra de mim também se desperdiça.
Foi o mundo que nasceu apertado, ou eu que evaporei.
Nova hora de o chapeleiro trocar de cabelo.

francieli spohr
(3) no algaravial

 

 

Arquivos
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006

 

 

Powered by Blogger

Template by Ernesto Diniz



 

eXTReMe Tracker