ALGARAVÁRIA
Home|Algarapostal|Cronópios|Orkut

sexta-feira, julho 14, 2006

súplica da sereia a odisseu


logo o mar te abre.
rasga em seixos tua arca
ao cobrir mais que um
Argo, músculo frio
de lisa espalda,
para jazer-te em espuma
longe de casa -
há tantos perigos ao
teu horizonte,
monstros sombrios na alma -
peço então de vez:
atira-te no verde
colo a preamar.
sei carícias potáveis,
escamas brotam
do corpo em estiletes
para tocar-te,
até que a morte seja
um leve ondular
e a vida em teu navio
ferido, lugar nenhum.

Felipe K.
(2) no algaravial

 

 

Arquivos
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006

 

 

Powered by Blogger

Template by Ernesto Diniz



 

eXTReMe Tracker